Hipertensão Arterial

Hipertensão- Dra Marisa Amato

Transcrição: Eu sou doutora Marisa Amato, cardiologista do Amato Instituto de medicina avançada, professora livre-docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. E eu queria saber, você sabe a sua pressão arterial? 50 por cento dos brasileiros não sabe, o maior perigo da hipertensão é esse, ela é assintomática, idiopática, insidiosa e silenciosa. Outra metade 50 por cento que sabe que tem hipertensão, 30 por cento toma medicação, mas não controla a pressão arterial. 10 por cento apenas toma medicação e controla a pressão arterial. E outros 10 por cento sabe que tem hipertensão e nem toma medicação. Então é um problema importante o controle da hipertensão arterial e ela é uma doença que predispõem as cardiopatias que mais matam, como infarto do miocárdio, o aneurisma cardiovascular, um acidente vascular cerebral e a morte súbita. Não tratar essa doença diminui a expectativa de vida de 10 a 20 anos dependendo do grau de hipertensão arterial, por exemplo, um indivíduo de 35 anos que tenha a pressão arterial em 12 por 8 ele tem uma expectativa de vida de uns 40 anos, o indivíduo um mesmo indivíduo com 35 anos, que tem a 15 por 10, ele tem uma expectativa de vida de 25 anos. A hipertensão arterial controlada com ou sem medicamento ela leva o paciente a mesma sobrevida que uma pessoa que não tenha hipertensão. Daí a grande importância de se tratar a hipertensão logo no início nos estágios pré-hipertensão então pacientes que apresentem uma pressão duvidosa 13, 14 por 8,5, 9, já devem se preocupar. Ela é uma doença crônica e em 95 por cento dos casos ela não tem uma causa definida, ela tem diversos fatores que aumentam o risco do seu desenvolvimento. Então o que fazer para prevenir a hipertensão? Primeiro lugar reduzir a ingestão de sal, o brasileiro tem o hábito de ingerir o dobro do que é recomendado de sal na sua dieta diária e uma dieta com muito sal ela aumenta em 30 por cento a pressão arterial. Outro fator importante, manter o peso corpóreo, a obesidade em 1975 tinha uma prevalência de 15 por cento, hoje ela já está em 40 por cento, é um fator muito importante de aumentar a pressão arterial. Outra maneira de evitar a hipertensão, é praticando atividade física, está mais do que comprovado que quem pratica atividade física com frequência, regularidade, intensidade adequada, consegue prevenir e controlar o tratamento da hipertensão arterial. O estresse, o estresse é outro fator que durante um momento estressante a frequência cardíaca e a pressão arterial aumenta, se esse estresse permanece por um período maior, a pessoa permanece com a pressão elevada então, controlar, administrar o estresse intercalando momentos prazerosos no dia-a-dia é outra dica importante controlar a pressão arterial. Não fumar, é mais do que sabido que durante o ato de fumar também a pressão e a frequência cardíaca aumentam. A hipertensão arterial não tem cura, porém o seu controle adequado só depende de você. Gostou desse vídeo, quer mais informações, entre em nosso site www.amato.com.br e aproveite e calcule o seu risco cardiovascular. 

1 comentário em “Hipertensão Arterial”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nv-author-image

Prof. Dra. Marisa Amato

Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira. Mestrado em Ciências, na área de Fisiologia Humana, pela Universidade de São Paulo,1982. Doutorado em Medicina pela Universidade de São Paulo,1988. Bolsista de pós doutorado do governo alemão pela Fundação Alexander von Humboldt, em Hamburg, 1992/1993. Professora Livre Docente de Cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1998. Artigo Científico com repercussão internacional, publicado na Heart British Medical Journal, servindo de referência para o Consenso Europeu de Cardiopatias Valvares, 2001. MBA em Economia e Gestão em Saúde pela Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo,em 2005.Presidenta da Academia de Medicina de São Paulo, biênio 1997/1998. Membro do Conselho de Cultura da Associação Paulista de Medicina, biênio 1999/2002. Membro do Conselho de Economia, Sociologia e Política da Federação do Comércio do Estado de São Paulo do Sesc e do Senac, desde março de 2008.Presidenta do Clube Humboldt do Brasil, eleita em novembro de 2008. CRM: 30400 RTE 056950