Como prevenir a síndrome vaso-vagal

Desmaios

Síndrome vaso vagal é o resultado de um reflexo exagerado do corpo, para preservar o fluxo de sangue em caso de hemorragia ou desidratação, que neste caso, leva ao efeito oposto com queda da frequência cardíaca e da pressão arterial.

Os principais sintomas são:

Fraqueza, sudorese, palidez, calor, náusea, tontura, borramento visual, cefaleia, palpitações e desmaios (pré síncope ou sincope).

Não adianta lutar contra esses sintomas, ao perceber que vai desmaiar, deve-se deitar no chão,  para não se machucar na queda e elevar as pernas para para melhorar o fluxo sanguíneo no cérebro.

Não existe um tratamento específico para a síndrome vaso vagal. Mas sim, alguns cuidados comportamentais que devem ser tomados para prevenir quedas e consequentemente fraturas:

 

  • Evitar ficar em pé por períodos longos.
  • Beber bastante água (2 litros por dia), pois ajuda a aumentar a pressão arterial e prolongar a capacidade de ficar em pé por mais tempo.
  • Evitar bebidas desidratantes, como álcool.
  • Evitar ambientes quentes e fechados.
  • Evitar situações estressantes. 
  • Movimentar as pernas e panturrilhas enquanto estiver em pé parado.

 

2 comentários em “Como prevenir a síndrome vaso-vagal”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nv-author-image

Prof. Dra. Marisa Amato

Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira. Mestrado em Ciências, na área de Fisiologia Humana, pela Universidade de São Paulo,1982. Doutorado em Medicina pela Universidade de São Paulo,1988. Bolsista de pós doutorado do governo alemão pela Fundação Alexander von Humboldt, em Hamburg, 1992/1993. Professora Livre Docente de Cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1998. Artigo Científico com repercussão internacional, publicado na Heart British Medical Journal, servindo de referência para o Consenso Europeu de Cardiopatias Valvares, 2001. MBA em Economia e Gestão em Saúde pela Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo,em 2005.Presidenta da Academia de Medicina de São Paulo, biênio 1997/1998. Membro do Conselho de Cultura da Associação Paulista de Medicina, biênio 1999/2002. Membro do Conselho de Economia, Sociologia e Política da Federação do Comércio do Estado de São Paulo do Sesc e do Senac, desde março de 2008.Presidenta do Clube Humboldt do Brasil, eleita em novembro de 2008. CRM: 30400 RTE 056950