As #manchasnapele são alterações na uniformidade do tom ou cor de uma determinada área da pele. Embora existam manchas b…

As #manchasnapele são alterações na uniformidade do tom ou cor de uma determinada área da pele. Embora existam manchas brancas ou mais pálidas do que a pele ao redor, ou mesmo rosa ou avermelhada, as manchas que motivam um maior número de consultas são aquelas que têm diferentes tonalidades de marrom. Esta cor é geralmente devido a um excesso do pigmento usual da pele (melanina).⠀


Qualquer medida para combater ou prevenir o aparecimento de manchas na pele deve ser invariavelmente associada com as medidas de proteção solar: cremes, géis, sprays, loções, leites e emulsões com elevado fator de proteção (FPS 30). Também é aconselhável usar chapéus, óculos escuros e camisas de mangas compridas.⠀


Uma vez que as manchas já afetaram a pele, há uma série de tratamentos médicos que podem ser realizados para combatê-los, os mais utilizados são:⠀

1. Cremes despigmentantes;⠀
2. Uso de instrumentos como laser (sessões variadas dependendo do paciente);⠀
3. Aplicação de peelings.⠀

🤔 Tem alguma dúvida? Deixe uma mensagem e tire sua dúvida.⠀⠀
⠀⠀
🚨 Procure sempre o médico(a) de sua confiança.⠀⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀⠀
PARA RECEBER DICAS E NOVIDADES BASTA MANDAR UM “EU QUERO” NO ZAP (11) 94472-9599⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

Contato: (11) 5053-2222.⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

#sãopaulo #saopaulo #sãopaulocity #saopaulosp
nv-author-image

Prof. Dra. Marisa Amato

Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira. Mestrado em Ciências, na área de Fisiologia Humana, pela Universidade de São Paulo,1982. Doutorado em Medicina pela Universidade de São Paulo,1988. Bolsista de pós doutorado do governo alemão pela Fundação Alexander von Humboldt, em Hamburg, 1992/1993. Professora Livre Docente de Cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1998. Artigo Científico com repercussão internacional, publicado na Heart British Medical Journal, servindo de referência para o Consenso Europeu de Cardiopatias Valvares, 2001. MBA em Economia e Gestão em Saúde pela Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo,em 2005.Presidenta da Academia de Medicina de São Paulo, biênio 1997/1998. Membro do Conselho de Cultura da Associação Paulista de Medicina, biênio 1999/2002. Membro do Conselho de Economia, Sociologia e Política da Federação do Comércio do Estado de São Paulo do Sesc e do Senac, desde março de 2008.Presidenta do Clube Humboldt do Brasil, eleita em novembro de 2008. CRM: 30400 RTE 056950