Pular para o conteúdo

Por incrível que pareça, o clima pode afetar e aumentar em até 30% a possibilidade de uma pessoa sofrer um infarto e até…

Por incrível que pareça, o clima pode afetar e aumentar em até 30% a possibilidade de uma pessoa sofrer um infarto e até 20% de ter um AVC. ⠀
O frio prejudica principalmente aqueles que já têm alguma doença cardíaca, mas, pode afetar também, aqueles que ainda não sabem que possuem alguma doença no coração.⠀

Saiba porque:⠀
Nosso organismo faz de tudo para manter uma temperatura ideal para seu funcionamento, em torno de 36ºC, então, para continuar assim no frio, ele libera as catecolaminas que por sua vez, aceleram o metabolismo, aumentam a pressão arterial e a frequência cardíaca, além de⠀
estreitar os vasos sanguíneos da periferia (por isso nossas mãos, pés, orelhas ficam mais gelados, por exemplo), com o objetivo de manter o calor com essa constrição dos vasos, o coração acaba tendo que fazer mais força para bombear o sangue para esses lugares.⠀
O frio faz com que nós tenhamos menos sede, dessa forma o sangue fica mais denso, dificultando ser bombeado e consequentemente, aumentando as chances de formação de trombos.⠀
Os idosos, hipertensos, diabéticos, obesos, fumantes e sedentários precisam redobrar os cuidados no inverno. Mesmo quem não pertence a esses grupos de risco deve evitar a exposição prolongada ao frio intenso e ao choque térmico causado pelas quedas bruscas de temperatura, pois estes podem provocar, além do infarto, angina, arritmia, acidente vascular cerebral (AVC), isquemia vascular periférica obstrutiva e espástica entre outras.⠀
Mesmo sabendo desses riscos não precisamos ficar fugindo do frio!⠀
No inverno, o dia pode estar até com o sol, mas se o vento estiver frio é importante agasalhar-se muito bem para fazer exercícios ao ar livre e também a ingerir alimentos quentes como chás, chocolates e sopas. ⠀

🤔 Tem alguma dúvida? Deixe uma mensagem e tire sua dúvida.⠀⠀
⠀⠀
🚨 Procure sempre o médico(a) de sua confiança.⠀⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀⠀
PARA RECEBER DICAS E NOVIDADES BASTA MANDAR UM “EU QUERO” NO ZAP (11) 94472-9599⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

Contato: (11) 5053-2222.⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖
nv-author-image

Prof. Dra. Marisa Amato

Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira. Mestrado em Ciências, na área de Fisiologia Humana, pela Universidade de São Paulo,1982. Doutorado em Medicina pela Universidade de São Paulo,1988. Bolsista de pós doutorado do governo alemão pela Fundação Alexander von Humboldt, em Hamburg, 1992/1993. Professora Livre Docente de Cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1998. Artigo Científico com repercussão internacional, publicado na Heart British Medical Journal, servindo de referência para o Consenso Europeu de Cardiopatias Valvares, 2001. MBA em Economia e Gestão em Saúde pela Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo,em 2005.Presidenta da Academia de Medicina de São Paulo, biênio 1997/1998. Membro do Conselho de Cultura da Associação Paulista de Medicina, biênio 1999/2002. Membro do Conselho de Economia, Sociologia e Política da Federação do Comércio do Estado de São Paulo do Sesc e do Senac, desde março de 2008.Presidenta do Clube Humboldt do Brasil, eleita em novembro de 2008. CRM: 30400 RTE 056950

× Precisa de ajuda? Fale conosco! Available from 08:00 to 20:30